20/04/2017 às 09h20min - Atualizada em 20/04/2017 às 09h20min

O cara e a avestruz!

Era uma vez um cara. Um cara muito legal. O cara entra num restaurante com uma avestruz, linda, por sinal, atrás dele. A garçonete pergunta o que querem.
            O cara pede:
            - Um hambúrguer, batatas fritas e uma Coca- Cola com stevia.
            Vira-se para a avestruz e pergunta:
            - E tu, o que vais querer?
            A avestruz responde:
            - Eu quero o mesmo.
            Um tempo depois a garçonete traz o pedido e a conta no valor de R$ 32,50.
O homem coloca a mão no bolso e tira o valor exato para pagar a conta.
            No dia seguinte o homem e a avestruz retornam ao restaurante e o homem pede:
            - Um hambúrguer, batatas fritas e uma Coca-Cola verde, aquela com stevia..
            Vira-se para a avestruz e pergunta:
            - E tu, o que vais querer?
            A avestruz responde:
            - Eu quero o mesmo.
            De novo o homem coloca a mão no bolso e tira o valor exato para pagar a conta.
E isto se torna uma rotina até que um dia a garçonete pergunta:
            - Vão querer o mesmo?
            O cara responde:
            - Não, hoje é sexta e eu quero um filé à parmegiana com salada de tomate.
            - Eu quero o mesmo. – Diz, rapidamente, a avestruz.
            Após trazer o pedido, a garçonete mostra a conta e diz:
            - Hoje são R$ 87,60.
            O homem coloca a mão no bolso e tira o valor exato para pagar a conta, colocando em cima da mesa. A garçonete não controla a sua curiosidade e pergunta:
            - Desculpe, senhor, mas como o senhor faz para ter sempre o valor exato a ser pago?
            E o homem responde:
            - Há alguns anos atrás eu achei uma lâmpada velha e quando a esfregava, para limpar, apareceu um gênio e me ofereceu dois desejos. Meu primeiro desejo foi que eu tivesse sempre no bolso o dinheiro que precisasse para pagar o que eu quisesse.
            Que ideia brilhante! Falou a garçonete. A maioria das pessoas deseja ter um grande valor em mãos ou algo assim, mas o senhor vai ser tão rico quanto quiser, enquanto viver!
            E o homem respondeu:
            - É verdade, tanto faz se eu for pagar uma Coca-Cola ou um Mercedes, tenho sempre o valor necessário no bolso,
            E a garçonete perguntou:
            - Agora, o senhor pode me explicar a avestruz?
            O cara faz uma pausa, suspira e responde:
            - O meu segundo desejo foi ter como companhia alguém com um rabo grande e pernas compridas, que concordasse comigo em tudo!
 
&&&
 
Um abraço para o meu amigo Sidenei Salviano. Parceirão!
 
 
Link
Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp