11/08/2017 às 09h30min - Atualizada em 11/08/2017 às 09h30min

PIADAS

O sujeito chegou naquela cidade e ficou sabendo que José queria vender um burrinho. Achando o bichinho muito simpático, ele perguntou: - Qual é o nome dele? - Num sei, não... - Como não sabe? O bicho não é seu? E o caipira: - Só qui eu num sei qual é o nome dele... eu chamo ele de Zeca, sô.
A professora pergunta ao Joãozinho: - Quantos ovos uma galinha põe por dia? - Não sei, fessora. E com ironia ela diz: - Te peguei. Ele também faz uma pergunta: - Fessora, quantas tetas tem uma porca? - Não sei. - Viu, tu me pega pelos ovo que eu te pego pelas tetas!!!
Irritado com seus alunos, o professor lançou um desafio: - Aquele que se julgar burro, faça o favor de ficar de pé. Todo mundo continuou sentado. Alguns minutos depois, Joãozinho se levanta. - Quer dizer que você se julga burro? - Perguntou o professor, indignado. - Bem, para dizer a verdade, não! Mas fiquei com pena de ver o senhor aí, em pé, sozinho!!!
Ao entrar na sala de aula, a professora vê um pinto desenhado no quadro. Sem perder a compostura, imediatamente ela apaga o desenho e começa a aula. No dia seguinte, o mesmo desenho, só que ainda maior. Ela torna a apagá-lo e não faz nenhum comentário. No outro dia, o desenho já está ocupando quase o quadro todo, e embaixo ela lê os seguintes dizeres: 'Quanto mais você esfrega, mais ele cresce!'
Na sala de aula, a professa pergunta: - Qual a coisa mais pesada que existe? - O elefante - responde a Aninha. - A baleia - diz o Pedrinho. - Um caminhão - diz o Paulino. - É o pinto do meu pai! - O que é isso, Joãozinho? Quem foi que te disse essa asneira? - Minha mãe, professora! À noite, eu sempre ouço ela dizer pro meu pai: 'Esse negócio nem Deus levanta!'
O Joãozinho chegou para Mariazinha e disse: - Mariazinha, posso botar o meu dedo no seu umbigo? – Não, disse a Mariazinha. - Por que não? - Porque esse não é o meu umbigo. - E quem disse que esse é o meu dedo?
A professora escorrega e leva o maior tombo na sala de aula. Na queda, o seu vestido sobe até a cabeça. Levanta-se imediatamente, ajeita-se, e interroga os alunos: - Luisinho, o que você viu? - Seus joelhos, professora. - Uma semana de suspensão! E você, Carlinhos? - Suas coxas, professora. - Um mês de suspensão - E você, Joãozinho? Joãozinho pega os cadernos e vai saindo da sala: - Bom, galera, até o ano que vem...
Uma loira está preocupada, pois acha que seu marido está tendo um caso. Vai até uma loja de armas e compra um revólver. No dia seguinte, ela volta para casa e encontra seu marido na cama, com uma ruiva espetacular. Ela aponta a arma para a própria cabeça. O marido pula da cama, implora e suplica para que ela não se mate. Aos berros, a loira responde: - Cale a boca, cretino. Você é o próximo!
A loura entra na farmácia segurando um bebê e pergunta ao balconista se pode usar a balança de bebê. - Lamento, minha senhora, nossa balança que pesa bebês está no conserto. Mas, podemos calcular o peso do bebê se pesarmos a mamãe e o bebê juntos na balança de adulto. Em seguida, pesamos a mãe sozinha e subtraímos o segundo valor do primeiro! - Ah, isso não vai dar certo... diz a loura. - Por que não? - Porque eu não sou a mãe, sou a tia!!!
Duas loiras estavam atravessando um rio imenso, aí elas nadam, nadam, nadam e uma pergunta prá outra: - Você está cansada? - Não - Então vamos nadar mais! Aí elas nadam, nadam, nadam ai uma pergunta prá outra: - Você está cansada? - Não - Então vamos nadar mais! Aí elas nadam, nadam,  nadam  e quando elas estão quase atravessando o rio uma pergunta prá outra -  Você tá cansada? – Tô. - Então vamos voltar? - Vamos!
 
Link
Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp