01/06/2022 às 13h52min - Atualizada em 01/06/2022 às 13h52min

Defasagem no preço da gasolina já chega a 13% depois de 82 dias sem aumento

Chegando aos 82 dias sem reajuste nas refinarias da Petrobras, o preço do litro da gasolina já mantém uma diferença de 13% em relação aos preços internacionais. No caso do preço do diesel registra, a defasagem média de 6%, depois do último reajuste em 10 de maio. A alta reflete uma nova escalada do preço do petróleo e derivados no mercado internacional.

Na terça-feira, 31, o barril do Brent chegou a encostar nos US$ 120 o barril, mas nesta quarta-feira, 1º de junho, opera em torno dos US$ 117. O câmbio, que ajudou a manter os preços mais perto do alinhamento nas últimas semanas, voltou a pesar negativamente sobre o preço das importações com alta moderada no início de junho.

Segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), se a Petrobras quiser fazer a recomposição dos preços terá que aumentar a gasolina em R$ 0,56 e o diesel em R$ 0,33.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
RÁDIO DIFUSORA Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp