30/10/2019 às 08h22min - Atualizada em 30/10/2019 às 08h22min

Internacional reencontra Atlético-PR no Beira-Rio

​O Inter sequer conseguiu sarar de vez todas as suas feridas e já terá de revisitar o traumático vice na Copa do Brasil – mesmo com esforços para deixá-lo no passado. Na quinta-feira, às 21h30, a equipe revê o Athletico-PR no Beira-Rio pela primeira vez após a derrota na final, em partida válida pela 29ª rodada do Brasileirão. O trauma do vice traz sintomas colaterais que fizeram o clube passar por uma espécie de revolução nos 43 dias que separam as duas partidas. A equipe chega ao duelo em meio a um processo de transformação para cumprir um objetivo: conquistar a vaga na Libertadores de 2020.

Instabilidade e novo técnico

O vice desencadeou de imediato um ambiente de hostilidade no Beira-Rio, com desconfiança e cobranças crescentes da torcida. A equipe até deu um sinal de que reagiria ao baque na partida seguinte, com vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense. Mas a reação parou por aí. O Inter entrou numa espiral negativa, com quatro jogos seguidos sem vitórias. A falta de resposta e a derrota por 1 a 0 para o CSA custaram o cargo de Odair Hellmann, demitido após quase dois anos no comando. A equipe fez três jogos com o interino Ricardo Colbachini até a diretoria colorada definir a contratação de Zé Ricardo, com mandato tampão até o final do ano.

Novo esquema

Com o discurso de dar continuidade ao trabalho de Odair, Zé Ricardo já promoveu uma "ruptura" de pensamento logo em seu primeiro treino no Inter. O treinador desmanchou o tripé de volantes característico de seu antecessor e armou a equipe no 4-2-3-1, com uma trinca de meias. Para quinta-feira, reina certo mistério sobre a escalação, definida em treino fechado no Beira-Rio. D'Alessandro e Patrick voltam a ficar à disposição após cumprir suspensão, mas apenas o gringo deve voltar à equipe, como meia central.

Má fase em casa

Soa até irônico a uma equipe que se apegou à força do Beira-Rio para reverter a derrota por 1 a 0 do jogo de ida e conquistar o título da Copa do Brasil. Mas o Inter volta a receber o Athletico em meio a uma sequência de tropeços em casa.
O Colorado chega à partida em meio à pior série sem vitórias como mandante desde 2016. São três jogos com dois empates em 0 a 0 com o Palmeiras e o Santos, e uma derrota por 1 a 0 para o Vasco.

O elenco colorado faz um último treino antes de enfrentar o Athletico-PR nesta quarta-feira, à tarde. O Inter recebe o Furacão na quinta-feira, às 21h30, no Beira-Rio, pela 29ª rodada do Brasileirão. Depois, no domingo, às 18h, a equipe tem pela frente o Gre-Nal, na Arena.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »