08/09/2021 às 13h20min - Atualizada em 08/09/2021 às 13h20min

Grupos de caminhoneiros mantêm manifestação em rodovias do RS nesta quarta-feira

Manifestação na BR-158, em Cruz Alta/ Divulgação PRF

Grupos de caminhoneiros realizam manifestações em diferentes pontos do Rio Grande do Sul na manhã desta quarta-feira (8). Em alguns casos, as concentrações seguem desde os atos de terça (7), e, em outros, foram iniciadas nesta manhã.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou que existem "pontos com concentração" de veículos e manifestantes, mas não informa quantos são e nem os locais. Segundo a PRF, os grupos orientam que caminhoneiros parem os veículos, mas não estariam obrigando a parada.

Tanto a PRF quanto o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) afirmam que não há bloqueios nas estradas.

A reportagem confirmou alguns pontos de manifestação. Um deles ocorre no km 192 da BR-158, em Cruz Alta. O grupo está no local desde terça, no Porto Seco, em um dos trevos de acesso ao município. No início da manhã, eles tentaram parar um caminhoneiro, mas a PRF afirma que impediu a ação. Agora, os manifestantes estão convidando caminhoneiros que passam no local a pararem no posto e aderirem ao protesto.

Na BR-386, em Nova Santa Rita, um grupo chegou a bloquear a rodovia no sentido Capital-Interior na altura do km 435, pouco antes das 11h. A partir da intervenção da PRF, no entanto, os manifestantes passaram a se concentrar em um posto de combustíveis na região.

Já na RS-324, em Pontão, mais de cem pessoas fazem bloqueio de cinco em cinco minutos na altura do km 140. Conforme a PRF, há caminhões e máquinas agrícolas, entre outros veículos. O bloqueio parcial da rodovia deve seguir até as 17h, segundo o CRBM.

Em Pelotas, no km 66 da BR-392, um grupo de cerca de 15 caminhoneiros também realiza protesto nesta manhã. Eles chegaram a fazer com que alguns colegas parassem no local, mas depois os liberavam. No local, há faixas de apoio ao presidente Jair Bolsonaro e bandeiras do Brasil. 

Na RS-240, no km 31, em Montenegro, o protesto começou às 6h de terça-feira. O grupo está parado no pátio de um posto de combustíveis e também convida caminhoneiros a aderirem ao movimento, perto da rótula de acesso a Pareci Novo.

Há grupos também na BR-285, no km 302, em Passo Fundo, na RS-040, em Viamão (sem confirmação do ponto exato), e na RS-474, no km 0, em Santo Antônio da Patrulha. Em todos os casos, os veículos estão concentrados fora da rodovia e não causam bloqueios. Já no km 11 da BR-386, em Iraí, indígenas fazem um protesto, com previsão de liberação do trânsito a cada 30 minutos. 

Não há uma única pauta que motive as manifestações desta manhã, conforme os postos da PRF e do CRBM.

Conforme a CCR Via Costeira, protestos também ocorrem em Santa Catarina. Há manifestações no km 452, em São João do Sul. O grupo também pede que caminhoneiros parem as atividades e permaneçam no ato, mas não há interdições, segundo a empresa.

Atos pela Serra

Manifestantes também seguem concentrados em ao menos três pontos de rodovias da Serra. Após os atos ao longo do feriado de Sete de Setembro, os grupos permaneceram no km 97 da RS-122, em Flores da Cunha, junto à rótula de acesso a Nova Pádua; na Rota do Sol, o grupo segue concentrado no km 153, no acesso a São Braz; e na região das Hortênsias, há mobilização no km 8 da RS-235, em Nova Petrópolis.

De acordo com o Comando Rodoviário da Brigada Militar, os manifestantes seguem às margens da rodovia, sem causar interrupções.

GZH

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp