23/11/2020 às 09h24min - Atualizada em 23/11/2020 às 09h24min

Governador subirá o tom de alerta após piora nos números do coronavírus no Rio Grande do Sul

Site - gauchazh.clicrbs.com.br
A piora nos números relacionados à pandemia de coronavírus no país acendeu o alerta também no Rio Grande do Sul. Por aqui, o governador Eduardo Leite fará uma transmissão em live nesta segunda-feira (23), com apresentação dos dados sobre novos casos e um alerta importante quanto à necessidade de a população seguir adotando medidas para frear a disseminação do vírus.
A intenção é esclarecer a situação do vírus no Estado, mas também haverá uma subida de tom sobre a necessidade de vigilância por parte da população gaúcha, a partir da preocupação de autoridades. Conforme a coluna apurou, a mensagem do governador virá em tom de alerta, como já fizera também a secretária de Saúde, Arita Bergmann, e outras autoridades da área, como a diretora-presidente do Hospital de Clínicas, Nadine Clausell.
Na última semana, Nadine apontou o "cansaço" da população e um "relaxamento" das condutas individuais como uma das principais causas para o cenário "mais sensível da pandemia" até o momento.
— Nós vamos observar agora, e acho que é um crescente, infelizmente, um número aumentado de casos, aumento na ocupação de leitos de UTI. É um resultado, na minha leitura, de um certo relaxamento das coisas que são conhecidas como efetivas: distanciamento social, máscara permanente, higienização. É um relaxamento coletivo, e não é só no Brasil. A gente está observando, então, as consequências. É quase uma conta matemática — afirmou Nadine, em entrevista à Rádio Gaúcha.
A apresentação do Piratini foi marcada para 15h30min desta segunda-feira. O governador Eduardo leite, como já fez em momentos mais críticos da pandemia, apresentará dados sobre a doença e, após, responderá às perguntas de jornalistas.
O avanço do vírus foi percebido a partir de diferentes indicadores, como o número de casos novos e também a ocupação dos leitos de UTI em hospitais no Estado.  Em Porto Alegre, após um pico em agosto e uma melhora entre setembro e outubro, houve sinais negativos em novembro. Por conta disso, a prefeitura da Capital decidiu suspender novas flexibilizações no comércio.
Conforme a coluna apurou, há outra região que preocupa em especial o governo, a partir do crescimento de casos: o Litoral Norte. Isto porque a chegada do verão e das festas de fim de ano deve aumentar o movimento de pessoas que se deslocam para as praias. O tema esteve presente na reunião do Gabinete de Crise, grupo que organiza as ações de enfrentamento à covid-19 no Estado.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp