25/09/2020 às 11h42min - Atualizada em 25/09/2020 às 11h42min

O Brasil já vivenciou uma progressão no debate público em torno das questões femininas

Estagiária Daiana Fernanda Hilgemann
O Brasil já vivenciou uma progressão no debate público em torno das questões femininas. Sendo discutido amplamente na sociedade e ganhando espaço no cenário político. De um modo geral a luta pelo direito das mulheres já progrediu não só no Brasil, mas em todo o mundo. Mas ainda no que se refere a representatividade das mulheres na política, esse debate se encontra muito distante do desejado.
A ONU fez um levantamento na América Latina, analisando 11 países no que diz respeito ao direito político das mulheres. Essa pesquisa foi realizada em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNDUD). Com o resultado o Brasil ficou em 9° lugar, foram analisados 40 indicadores de oito temas diferentes para montar o índice de paridade política (IPP) que concluí o resultado final de como as mulheres estão como representantes na política de cada país.
A porcentagem final da soma dos indicadores, traz México 66,2% Bolívia 64% e Peru 60,1 % como os três principais com melhores resultados, o Brasil obteve apenas 39,5%, ficando à frente de Chile e Panamá. Estavam inclusos na pesquisa ainda Argentina, Colômbia, Guatemala, Honduras e Uruguai.
Um dos principais fatores que contribuiu para dados tão baixos é a fragmentação do sistema partidário, que acumula um número elevado de partidos eleitos, desta forma, com alta concorrência por um número grande de participantes fica difícil ultrapassar os 30% que é o mínimo de mulheres que deve-se ter. No ano de 2018 última eleição 30 partidos foram eleitos.
O que se difere por outro lado é o indicador de participação das mulheres nas eleições, que é o que diz respeito ao número de eleitoras registradas, as mulheres correspondem a 52,5%, enquanto que os homens 47,5%.
Então para promover uma melhora nesses dados, a organização indica uma breve fiscalização em torno dos partidos para que seja viabilizada e intensificada as participações delas.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp