10/02/2020 às 09h42min - Atualizada em 10/02/2020 às 09h42min

RS registra dez feminicídios no mês de janeiro de 2020

O Rio Grande do Sul registrou dez feminicídios no mês de janeiro de 2020, conforme indicadores divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) nesta segunda-feira. No mesmo período do ano passado foram registrados três casos.

Segundo a Pasta, entre as vítimas, apenas uma contava com medida protetiva concedida pelo Judiciário. Ou seja, na quase totalidade os casos só chegaram às autoridades quando ações preventivas já não eram mais possíveis.

Nos outros quatro indicadores de violência contra mulher, o cenário foi positivo. As tentativas de feminicídios caíram de 44 para 32 (-27,3%), os estupros reduziram de 184 para 134 (-27,2%), as ameaças diminuíram de 3.765 para 3.359, e as ocorrências de lesão corporal passaram de 2.116 para 2.083 (-1,6%).

Divulgação SSP./
Outros crimes 

O número de vítimas de homicídios no Estado em janeiro caiu 36,7%. Foram 229 no mesmo mês do ano anterior e 145 agora. Segundo a SSP, é o menor desde 2007, quando foram registrados 138 óbitos.

Os latrocínios também reduziram, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Em 2019 foram sete casos, agora, cinco. O número atual é o menor para o período desde 2012, quando o total de ocorrências foi o mesmo. Frente ao pico de roubos com morte para o mês (23 em 2017), o dado de janeiro deste ano significa redução de 78,3%.

Os destaques da Secretaria de Segurança foram a diminuição de 26,3% nos roubos de veículos e de 47,9% nos roubos a transporte coletivo, somadas as ocorrências envolvendo usuários e profissionais que trabalham em ônibus e lotações.

Os roubos de carros, motos, caminhões e outros automotores, que em janeiro de 2019 haviam totalizado 1.204 ocorrências, reduziram para 887 casos no mês passado – o menor número desde 2011, quando houve apenas um registro a menos.

Outro destaque do início de 2020 é a queda pela metade dos ataques a banco em todo o Estado, que haviam totalizado oito casos em janeiro de 2019 e, no primeiro mês deste ano, caíram para quatro (-50%), considerando a soma de furtos e roubos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »