11/06/2019 às 08h31min - Atualizada em 11/06/2019 às 08h31min

Suspeito de matar PM durante cerco após ataque a banco em Porto Xavier é preso

Ezequiel David Trindade é apontado como principal articulador de roubos a bancos em todo o estado, além de ser suspeito de assassinar o policial Fabiano Heck Lunkes.

Foi preso em Vacaria no fim da tarde desta segunda-feira (10) o suspeito de matar a tiros um policial militar durante cerco após ataque a banco em Porto Xavier, no Noroeste do Rio Grande do Sul. Segundo a Polícia Civil, o homem também tem envolvimento no assalto.

"A polícia recebeu informações de que no bairro Barcelos, em Vacaria, tinha esse possível autor do roubo e da morte. Ele estaria lá nesse bairro, numa casa. Com base nessa informação, foi solicitado um mandado de busca, e ele foi localizado", explica o delegado Heleno dos Santos, responsável pelo caso do roubo a banco.

Ezequiel David Trindade, de 30 anos, é apontado como principal articulador de roubos a bancos em todo o estado, além de ser suspeito de assassinar o policial Fabiano Heck Lunkes, que participava do cerco policial após o assalto e foi atingido durante o confronto.

O PM, de 34 anos, morreu na madrugada de 25 de abril, após ter sido atingido no peito, e o tiro atravessou o colete à prova de balas. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Além de Ezequiel, um segundo homem foi preso nesta segunda-feira. Os dois foram encontrados juntos com duas pistolas de uso restrito. Ambos serão autuados em flagrante. O outro preso não teria relação com o ataque a banco.

"Ele [Ezequiel] foi recapturado por estar foragido do Presídio Estadual Cruz Alta, preso preventivamente pelo roubo ao banco de Porto Xavier e morte do soldado, e também preso em flagrante pelas armas", destaca o delegado.

O cerco para tentar capturar os assaltantes durou dez dias. No total, sete pessoas foram presas por envolvimento no ataque a banco, ocorrido em 24 de abril. A última prisão havia sido realizada na última terça-feira (4), durante operação. A polícia ainda estava a procura de Ezequiel.

"Está completa a investigação, todos identificados. Todos presos ou mortos", conclui o delegado.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »