26/02/2019 às 09h01min - Atualizada em 26/02/2019 às 09h01min

Agricultura familiar é destaque da Expo Agro Cotricampo

Com inforações Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar - Regional de Ijuí
Carlos Grün
A 4ª Expo Agro Cotricampo que aconteceu nos dias 21, 22 e 23 de fevereiro, reuniu 200 empresas e instituições e foi prestigiada por um público aproximado de 18.500 pessoas. O segmento da Agricultura Familiar se fez representar no Pavilhão da Agricultura Familiar, que reuniu 28 agroindústrias, e, também, no espaço da Emater/RS-Ascar, onde foram apresentados sete temas ao público: bovinocultura de leite; horticultura; plantas bioativas; meliponicultura; tecnologia de aplicação; Centro de Treinamento de Agricultores (Cetreb); e Cooperativismo.
Na abertura oficial que aconteceu na sexta-feira, 22 de fevereiro, a 4ª Expo Agro Cotricampo se destacou a Agricultura Familiar. O presidente da cooperativa, Gelson Bridi, e autoridades presentes ao evento mencionaram políticas públicas de apoio aos agricultores e iniciativas realizadas no Campo Experimental da Cotricampo, em Campo Novo, onde ocorreu a feira de 21 a 23 de fevereiro.
"Buscamos a parceria da Emater e fomos atendidos em tudo aquilo que o produtor precisa", disse Bridi, referindo-se ao espaço da Emater/RS-Ascar, planejado para atender os mais de 70% dos associados da Cotricampo, agricultores familiares da Região Celeiro.
O ex-deputado federal Vilson Covatti, que representava na ocasião o secretário de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, destacou a importância do setor primário à economia do Rio Grande do Sul.
A cerimônia contou com as presenças da deputada Zilá Breitenbach, que representava a Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, do deputado Edgar Pretto e da deputada Silvana Covatti.
O presidente da Emater/RS, Iberê de Mesquita Orsi, destacou a importância do serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (ATERS) para o campo e cidade. "A Emater leva as políticas públicas, estadual, municipal e federal lá na barranca do rio Uruguai. É ela (Emater) que tem este compromisso. É ela que pega a pesquisa feita pela Embrapa e faz chegar ao nosso agricultor. Muitos acham que isso é caro, assim como é caro a educação, é caro a saúde , mas teremos uma carestia maior e muito mais sentida por qualquer um de nós no dia em que faltar algum alimento na nossa mesa, por isso o Serviço de Extensão, não é igual a entrega de um carro, de um saco de adubo, ele é um serviço que é formiguinha, que leva o conhecimento ao nosso produtor", disse Orsi.
COOPERATIVISMO - Outro tema em destaque foi o cooperativismo. "Não temos, hoje, como ver um agricultor pequeno chegar ao mercado internacional. Ele só vai chegar por meio do cooperativismo. O cooperativismo é fundamental", disse o presidente da Emater/RS.
O prefeito de Campo Novo, Antônio Sartori, também deu ênfase ao cooperativismo. "Nós precisamos nos despir de motivações individualizadas e pensarmos no coletivo, para que realmente possamos crescer e produzir bons resultados", observou ele.
 
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp