06/03/2018 às 10h41min - Atualizada em 06/03/2018 às 10h41min

Crise na cadeia do leite provocou a decretação de estado de emergência econômica em 21 municípios da região Celeiro

A crise na cadeia do leite provocou a decretação de estado de emergência econômica em 21 municípios da região Celeiro do Rio Grande do Sul. O anúncio foi feito em audiência pública do GT do Leite na Câmara Municipal de Tiradentes do Sul nesta sexta-feira (02) em Tiradentes do Sul pelo prefeito de Chiapetta, Eder Both, presidente da Associação dos Municípios da região Celeiro. Ele informou que as perdas decorrentes da queda de preço paga do produtor de leite chegam a R$ 125 milhões na região. Cerca de 100 agricultoras e agricultores familiares, representantes de entidades e autoridades participaram da audiência.

Deputados defendem a fixação de cotas para as importações de leite em pó do Uruguai, a compra dos excedentes do mercado pelo governo federal, a prorrogação de financiamentos, crédito emergencial para custeio e revisão das alíquotas de ICMS sobre importações. 25 mil famílias já abandonaram a atividade e adverte que os riscos às economias e à arrecadação dos municípios são muito graves.

O GT do leite de Tiradentes do Sul é composto por representantes da Prefeitura Municipal, Emater, Sicredi, Cresol, Cotricampo, Cotrimaio e Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar. A presidente da entidade, Cleonice Back, acentuou  a mudança do cenário na atividade, contexto histórico da crise e os fatores que contribuíram para o agravamento da situação, bem como os desafios colocados para enfrentar esse cenário.

Municípios que decretaram emergência econômica:

Barra do Guarita
Bom Progresso
Braga
Campo Novo
Chiapetta
Coronel Bicaco
Crissiumal
Derrubadas
Esperança do Sul
Humaitá
Inhacorá
Miraguaí
Redentora
Santo Augusto
São Martinho
São Valério do Sul
Sede Nova
Tenente Portela
Tiradentes do Sul
Três Passos
Vista Gaúcha

 
Fonte: Assembleia Legislativa/RS
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp