20/06/2023 às 10h46min - Atualizada em 20/06/2023 às 10h46min

A um mês da Copa do Mundo Feminina, quem são as seleções favoritas ao título

Gaucha ZH
A partir do dia 20 de julho, 32 seleções irão iniciar a disputa pelo título da Copa do Mundo Feminina. Em sua nona edição, o torneio na Austrália e na Nova Zelândia será o primeiro com o maior número de países participantes. Entre tantas concorrentes, algumas equipes se destacam no seleto grupo de favoritas ao Mundial. GZH ouviu jornalistas para apontar quem são as principais concorrentes à taça, além de projetar as chances da projeção sobre a Seleção Brasileira.
A competitividade aumentou. O nível tático, técnico, físico e mental cresce a cada Copa. Porém, algumas seleções chegam com desfalques por lesões. Existem três seleções favoritas. A Inglaterra fez uma grande Eurocopa, é a atual campeã. Tem um elenco muito forte e tem uma treinadora, a Sarina Wiegman, que para mim, é a melhor do mundo. Porém, vem sem a capitã Leah Williamson, uma das melhores zagueiras do mundo. Sem a Fran Kirby, que é uma jogadora muito inteligente, que joga entre linhas, além da Beth Mead, que foi a artilheira da Euro. São três jogadoras pilares desta equipe. Mesmo assim, tem um elenco muito forte, e eu coloco entre as favoritas.
A Seleção dos EUA, obviamente, a camisa pesa. O chaveamento também é algo que está benéfico. Vive uma fase de renovação e de instabilidade nos enfrentamentos contra as grandes seleções, mas tem jogadoras que decidem, que sabem o que é uma Copa do Mundo.
A Alemanha vem em uma renovação de ciclo. Apesar de não vir jogando bem neste ano é uma seleção muito forte. Essa renovação fez muito bem para a equipe. É um time muito tático, muito forte. E o Brasil, dependendo da posição no grupo, pode pegar a Alemanha nas oitavas, o que não seria bom.
Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos (Cíntia Barlem, comentarista do SporTV)
Temos várias postulantes. Mas, atualmente, eu elejo três favoritas. A Inglaterra vem jogando um grande futebol, ganhou a Eurocopa. Tem um time muito consistente, sofreu poucas baixas. Tem uma grande treinadora (Sarina Wiegman) que sabe usar muito bem o seu grupo. Logo depois, eu coloco a Alemanha. Decidiu a Eurocopa, vem em crescimento, formando uma nova geração desde que teve alguns percalços. Vejo como uma grande equipe, com um esquema que tem funcionado. Sofreu aquela derrota para o Brasil, mas mesmo assim tem boas jogadoras para fazer a diferença. Em terceiro, coloco os Estados Unidos. Não é à toa, que são multicampeãs. Sabem como jogar e como ganhar esta competição. Quando achamos que elas não estão preparadas ou não estão fortes o suficiente, elas surpreendem.
Não vejo o Brasil na primeira prateleira das três favoritas. Mas, sim, depois da última data Fifa vimos evolução. Vimos que o Brasil pode apresentar um pouco mais. Agora, caberá saber quem estará nesta lista final. O Brasil soube se refazer com as constantes perdas. Reformou-se e apresentou grandes resultados.
Inglaterra, Estados Unidos e Alemanha (Mariana Santos, jornalista do Fut das Minas)
Apesar dos desfalques de ambas equipes, vejo Inglaterra e Estados Unidos como as grandes favoritas para levar o título, com Alemanha correndo logo atrás. A Inglaterra é uma máquina, conquistou a Eurocopa de 2022 de forma histórica e ainda derrotou a Seleção Brasileira na Finalíssima — mesmo com o Brasil impondo muita dificuldade. Já as estadunidenses sempre chegam como favoritas e, apesar de lesões de jogadoras importantes, o grupo segue forte e consolidado com as lideranças de Rapinoe e Morgan e o meio-campo comandando por Lindsay Horan. Falando das alemãs, elas fizeram um jogo muito abaixo contra o Brasil no último amistoso, claro que por muito mérito da nossa Seleção também, mas a obediência tática e a força física é um diferencial das bicampeãs do mundo, que contam com Popp, uma artilheira-nata no ataque.
Os últimos jogos — contra Inglaterra e Alemanha — deram ainda mais esperança de uma boa campanha brasileira nesta Copa do Mundo e a surpresa no pódio pode ser a Seleção Brasileira.  
Os grupos
As seleções indicadas estão em chaves distintas no torneio mundial. A Inglaterra está no Grupo D, com Dinamarca, China e Haiti. O chaveamento prevê que, na fase seguinte, os adversários serão do Grupo B, com Austrália, Irlanda, Nigéria e Canadá.
Atuais campeãs e maiores vencedoras do torneio (1991, 1999, 2015 e 2019), os Estados Unidos terão como concorrentes o Vietnã, Holanda e Portugal na Chave E. As seleções classificadas enfrentarão quem virá do Grupo G: Suécia, África do Sul, Itália ou Argentina.
Por fim, a Alemanha foi sorteada no Grupo H, com Marrocos, Colômbia e Coreia do Sul. As duas seleções classificadas irão duelar, na fase oitavas de final, contra quem passar da chave F, onde está a Seleção Brasileira, além de França, Jamaica e Panamá.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
RÁDIO DIFUSORA Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp