15/06/2023 às 10h09min - Atualizada em 15/06/2023 às 10h09min

Morre Luiz Schiavon, fundador e tecladista do RPM, aos 64 anos

Gaucha ZH
O músico Luiz Schiavon, fundador e tecladista da banda de rock RPM, morreu aos 64 anos nesta quinta-feira (15). A informação foi divulgada pela família do músico em um comunicado nas redes sociais. Schiavon vinha tratando uma doença autoimune nos últimos quatro anos e, segundo a texto dos familiares, passou por complicações durante uma cirurgia e não resistiu. Ainda de acordo com o comunicado, a cerimônia de despedida será reservada aos familiares e amigos próximos do artista.
"É com pesar que a família comunica o falecimento de Luiz Schiavon. Ele vinha lutando bravamente contra uma doença autoimune há 4 anos mas, infelizmente, ele teve complicações na última cirurgia de tratamento e não resistiu. Luiz era, na sua figura pública, maestro, compositor, fundador e tecladista do RPM, mas acima de tudo isso, um bom filho, sobrinho, marido, pai e amigo. Portanto, a família decidiu que a cerimônia de despedida será reservada para familiares e amigos próximos e pede, encarecidamente, que os fãs e a imprensa compreendam e respeitem essa decisão. Esperamos que lembrem-se dele com a maestria e a energia da sua música, um legado que ele nos deixou de presente e que continuará vivo em nossos corações. Despeçam-se, ouvindo seus acordes, fazendo homenagens nas redes sociais, revistas e jornais, ou simplesmente lembrando dele com carinho, o mesmo carinho que ele sempre teve com todos aqueles que conviveram com ele", diz o comunicado.
Schiavon nasceu em 5 de outubro de 1958 e foi o compositor das melodias da maioria das canções do RPM. O grupo fez muito sucesso nos anos 1980, principalmente com os álbuns Revoluções por Minuto (1985) e Rádio Pirata Ao Vivo (1986), cujas faixas-título são algumas das mais conhecidas, junto com Olhar 43. A formação clássica da banda contava com Paulo Ricardo, Fernando Deluqui, e Paulo "P.A." Pagni.
A banda acabou se separando e voltando a se reunir em diversas ocasiões desde 1987, com Paulo Ricardo deixando o RPM de vez em 2017 e levando à Justiça um processo contra os ex-colegas do grupo por conta do uso do nome da banda em seus trabalhos solo. O RPM seguiu com Dioy Pallone assumindo como vocalista e baixista e lançou diversos singles, como Promessas, lançado na última semana. Porém, Schiavon teve de se afastar dos palcos e foi substituído nas apresentações.
O tecladista ainda trabalhou na composição de trilhas sonoras para novelas da Globo de 1996 a 2002, incluindo O Rei do Gado (1996-1997), Terra Nostra (1999-2000) e Esperança (2002-2003), e foi o diretor da banda do Domingão do Faustão entre 2004 e 2010.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
RÁDIO DIFUSORA Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp