24/03/2021 às 15h38min - Atualizada em 24/03/2021 às 15h38min

INSS: mesmo com votação do Orçamento, 13º dos aposentados deve ser pago em maio

Requisito para sair a antecipação do 13º salário dos aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), o Orçamento de 2021 começa a ser votado no Congresso nesta quinta-feira (24). Ele está atrasado e, com isso, faz demorar também a liberação do dinheiro esperado por 30 milhões de brasileiros. Para a coluna, o INSS informa que não é "plausível" o pagamento para o mês de abril mais. Isso porque a folha roda mais ou menos no meio do mês, o que, no caso de março, já passou. No caso de sair a autorização para o pagamento até a metade de abril, roda na folha do mês que vem e o benefício entra na conta dos beneficiários em maio. A Previdência Social lembra que a decisão deve partir da Presidência da República.

- O abono salarial já foi antecipado. Agora, assim que aprovar o orçamento, vai ser antecipado o décimo terceiro justamente dos mais frágeis, dos mais idosos, como fizemos da outra vez - disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, ainda no início de março.   

A ideia da Previdência Social é pagar uma metade do 13º salário em um mês e a segunda metade no mês seguinte. No ano passado, a antecipação esteve entre as primeiras medidas do governo federal para amenizar o impacto da covid-19 na economia. Agora, para o pagamento ocorrer e injetar R$ 26 bilhões na economia, é necessária a aprovação do Orçamento no Congresso. Sem ela, os gastos estão limitados.  Importante lembrar que a antecipação do 13º do INSS não é um dinheiro extra, mas um adiantamento. O que for pago agora não será depositado no decorrer do ano. Antecipações do INSS acontecem desde 2006, mas, no ano passado, houve um adiantamento maior devido à crise.   

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp