04/04/2017 às 15h42min - Atualizada em 04/04/2017 às 15h42min

04 de Abril de 2014: Homenagens marcam os três anos da morte do menino Uglione Boldrini

O Dia 04 de Abril 2014 não será esquecido. Há três anos ocorria um dos crimes que mais chocou o Rio Grande do Sul: o assassinato do menino Bernardo Uglione Boldrini, de 11 anos. O crime teria sido praticada por aqueles que deveriam protegê-lo: o pai, o médico Leandro Boldrini, e a madrasta da vítima, Graciele Ugulini. Além disso, são réus no caso Edelvânia Wirganovicz, amiga de Graciele, e Evandro Wirganovicz. Eles teriam ajudado na ocultação do corpo do menino.

Desde que o processo judicial teve início, há três anos, foram diversas as tramitações. O fato mais recente foi a decisão da presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, de negar o recurso da defesa do pai de Bernardo, Leandro Boldrini, que pedia a anulação da sentença que levava os réus a júri popular. Assim, por enquanto, os quatro réus deverão ser julgados pelo Tribunal do Júri, ainda sem data marcada para ocorrer, onde os jurados decidirão se são culpados ou inocentes.
 
Atualmente, os quatro encontram-se presos, à espera do julgamento. Leandro Boldrini está na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (PASC). Graciele e Edelvânia, na Penitenciária Feminina Madre Pelletier, em Porto Alegre; e Evandro, no Presídio Estadual de Três Passos.
 
Desde o início do processo, já foram ouvidas 25 testemunhas de acusação e 28 de defesa na fase de instrução do processo. O dia 4 de abril corresponde à data em que o menino de 11 anos desapareceu, como o caso foi tratado inicialmente.
 
Homenagens para Bernardo marcam essa data
Uma corrente de oração às 18h30min, nesta terça-feira (04/04), em frente à casa onde residia com o pai e a madrasta, na rua Gaspar Silveira Martins, lembrará os três anos da morte do menino Bernardo Boldrini. As homenagens ao menino tiveram início no final de semana passado. No sábado, ocorreu uma missa na Matriz Santa Inês de Três Passos, com a participação de centenas de pessoas.
 
As homenagens não vão ocorrer apenas em Três Passos. Às 19h desta terça (04/04), está prevista uma missa em memória aos três anos da morte do menino na Igreja de Fátima, na avenida Presidente Vargas, no município de Santa Maria, região central do Estado. A homenagem terá a presença da avó de Bernardo, Jussara Uglione, que reside na cidade onde Bernardo antes de morrer passava as férias.
 
Atualmente, as grandes em frente à casa dos Boldrini estão enfeitadas com flores, fotos, cartazes e banners. As manifestações se relacionam com a necessidade de se ‘fazer justiça’.

Diariamente pessoas de outras regiões do Estado e do país que passam pela região Celeiro visitam a residência onde o menino vivia.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp