01/10/2020 às 10h58min - Atualizada em 01/10/2020 às 10h58min

Geração de emprego no Brasil e no Estado, resultados e perspectivas

Estagiária Daiana Fernanda Hilgemann
O Ministério da Economia faz balanços gerais da geração de empregos no Brasil mensalmente. O último levantamento foi referente ao mês de agosto deste ano, e os dados mostram que é o melhor agosto em 10 anos.
 
No que diz respeito a empregos formais foram gerados 249.388 com carteira assinada. Com a pandemia há uma alternância de contratação e demissão bem grande, o que reflete em uma economia em recesso. E cada fator positivo vêm a ser comemorado. Deste modo houve um total de 1.239.478 trabalhadores contratados e 990.090 pessoas demitidas.
 
Mesmo o número de demissões superando o de contratações, o fato de fazer o giro na balança de empregos, é válida. Contando os oito primeiros meses do ano, foram 849.387 empregos formais gerados em todo país. Os números de postos de empregos gerado por regiões são; 
Sudeste: 104.702 vagas
Nordeste: 62.085 vagas
Sul: 42.664 vagas
Norte: 22.272 vagas
Centro-Oeste: 17.684 vagas
 
O Rio Grande do Sul se via em grandes dificuldades desde o início da pandemia com as perspectivas de empregos só diminuindo. Com esse levantamento do Ministério da Economia do mês de agosto como sendo algo positivo, as intenções de tentar recuperar o ano são vistas em quase todos os setores do Estado, mas a cautela sobre qualquer atitude devem ser pensadas para que uma linha tênue seja mantida, e por mais que mínimo, algo satisfatório é esperado.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp