27/05/2020 às 09h25min - Atualizada em 27/05/2020 às 09h25min

Hospital de Caridade vai receber auxílio emergencial para ações de combate à Covid-19

Assessoria de Imprensa Prefeitura Três Passos RS
O prefeito Municipal, José Carlos Amaral, e o vice-prefeito, Jorge Leandro Dickel, estiveram reunidos hoje, dia 26 de maio, com o presidente do Hospital de Caridade, Lauro Borth, e a administradora, Leila Bender, em face do auxílio financeiro emergencial que será destinado à casa de saúde.
A publicação da Portaria Nº 1.393, pelo Governo Federal, aconteceu no dia 21 de maio, e dispõe sobre o auxílio financeiro emergencial às santas Casas e aos hospitais filantrópicos sem fins lucrativos, que participam de forma complementar do Sistema Único de Saúde (SUS), no exercício de 2020, para enfretamento da pandemia de coronavírus.
O Hospital de Caridade de Três Passos foi habilitado a receber o valor de R$ 397.861,59, tendo em vista que o município possui presídio. O critério de rateio para alocação dos recursos teve como base o quantitativo de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) cadastrados no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde até 12 de maio.
A administradora informou, que este recurso vem em excelente momento, e que será aplicado para fluxo de caixa da folha de pagamento. O presidente complementou, ressaltando que “estes recursos extras, como as emendas parlamentas e, agora, este auxílio emergencial, são fundamentais para o fôlego financeiro da instituição”. A diretoria reconhece que houve uma queda brusca da produção dos serviços hospitalares, desde o início da pandemia.
O prefeito salientou que este recurso vai permitir aos estabelecimentos de saúde, como é o caso do Hospital de Caridade, atuar de forma coordenada no controle do avanço da pandemia da Covid-19.
O recurso pode ser usado na aquisição de medicamentos, suprimentos, insumos e produtos hospitalares para o atendimento adequado à população, na aquisição de equipamentos e na realização de pequenas reformas e adaptações físicas para aumento da oferta de leitos de terapia intensiva, além da contratação e o pagamento dos profissionais de saúde necessários para atender à demanda adicional.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp