17/01/2020 às 19h26min - Atualizada em 17/01/2020 às 19h26min

Estiagem: número de municípios gaúchos em situação de emergência sobe para 67

Foto: Cotrijal / CP Memória

Aumentou de 55 para 67 o número de cidades gaúchas que decretaram situação de emergência, desde 23 de dezembro, em função da estiagem. Entraram hoje para a relação os municípios de Alto Alegre, Gentil, Lagoa Bonita do Sul, Nova Bassano, Novo Cabrais, Pinhal Grande, Salto do Jacuí, Santa Maria, São Pedro do Sul, Soledade, Toropi e Tupanciretã. Outras 15 prefeituras relataram danos pela falta de chuva mas ainda não emitiram decreto.

O governo estadual, que segue sem homologar qualquer pedido, ressalta que os registros de emergência devem se dar por falta de água para consumo humano e prejuízos a pequenos agricultores, que tiveram a subsistência ameaçada. Uma vez decretada a situação de emergência, o prazo é de 20 dias para a cidade concluir o processo com o envio da documentação.

Em função da estiagem, o Rio Grande do Sul tende a perder 20% da safra de milho e 9% de de soja, segundo estimativas encaminhadas, nessa terça-feira, pela Emater ao governador Eduardo Leite. Os dados devem subsidiar decisões que o governo venha a tomar e pedidos que venha a encaminhar a Brasília para minimizar efeitos da falta de chuva. O levantamento também se integra à lista de sugestões entregue por representantes da Famurs, Fetag e Farsul ao Executivo gaúcho.

A Defesa Civil Estadual também distribuiu reservatórios móveis para as comunidades mais afetadas – 22, até o momento. Foram emprestadas 34 unidades de Viniliq Pipa (reservatório de água móvel), com capacidade de 4,5 mil litros cada.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp