25/10/2019 às 08h12min - Atualizada em 25/10/2019 às 08h12min

Hospital de Caridade é contemplado com R$ 1 milhão e 300 mil de emendas parlamentares

No dia 7 de outubro, a atual diretora administrativa do Hospital de Caridade de Três Passos, Paula de Paula Rodrigues, esteve no Centro Administrativo do Estado para assinatura do termo aditivo ao contrato entre o Estado e o HCTP, para recebimento de emendas parlamentares as quais o nosocômio foi contemplado. O ato contou com a presença do governador Eduardo Leite; da secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann; do senador Lasier Martins; e de deputados federais e estaduais.
Este é o resultado de uma ação que iniciou em novembro de 2018, quando a administradora e os vereadores Nader Umar e Arlei Tomazzoni estiveram na capital federal e realizaram um trabalho intensivo na busca de recursos para o Hospital de Caridade, visitando todos os gabinetes dos deputados da bancada gaúcha e os senadores. A administradora salienta, ainda, que a vice-presidente do hospital, Lélia Muller, é quem foi a protagonista na busca de recursos junto ao deputado Darcísio Perondi, que destinou neste período 300 mil reais para custeio.
Ressalte-se que as emendas são divididas em custeio e aquisição de equipamentos médico-hospitalar. Os recursos de custeio foram encaminhadas pelos deputados  Jerônimo Goergen -  R$ 200 mil, Maria do Rosário – R$ 150 mil, e Darcísio Perondi – R$ 300 mil; e da senadora  Ana Amélia R$ 150 mil, totalizando R$ 800 mil assinado pelo governador Eduardo Leite.
Ela salienta que faltam a assinatura de mais dois valores que  já estão garantidos para a Instituição: uma emenda de custeio de R$ 200 mil da deputada Yeda Crusius; e mais uma emenda para aquisição de dois aparelhos de ultrassom para a UTI e Centro Cirúrgico, no valor de R$ 250 mil,  do senador Lasier Martins. Aguarda-se a publicação de portaria para que seja possível a assinatura do repasse por parte do Estado.
São, pois, R$ 1 milhão de recursos de emendas através desta visita a Brasília - DF e mais R$ 300 mil através dos esforços da vice-presidente Lélia Muller.
Paula de Paula revela que R$ 1 milhão e 300 mil  deverão ser utilizados conforme o plano operativo determinado e firmado com o Estado, onde 20% do total de valores destinados para custeio deverão ser aplicados em serviços extra-contrato para os usuários do Sistema Único de Saúde. A administradora assinala que todo e qualquer recurso destinado pela União, Estado e Município obrigatoriamente segue uma minuciosa prestação de contas e que o Estado tem feito elogios ao trabalho executado pela equipe administrativa responsável por esta atividade.
A administradora destaca que há um longo caminho desde que o parlamentar faz a indicação até que a Instituição possa utilizar estes recursos, pois tem que seguir todos os trâmites da União e do Estado até a efetiva liberação do dinheiro. Ela revela que esses valores serão utilizados para aquisição de medicamentos e materiais de uso dos pacientes e também será destinado para pagamento de uma parte do salário dos funcionários.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp