21/10/2019 às 08h06min - Atualizada em 21/10/2019 às 08h06min

Governadores do Sul e Sudeste querem recursos do pré-sal ainda em 2019

Correio do Povo e AE

Os sete governadores que fazem parte do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud) pediram neste sábado que os recursos da cessão onerosa do pré-sal sejam distribuídos aos Estados e municípios ainda em 2019. A medida consta nas conclusões da Carta de Florianópolis, assinada pelos sete chefes de Executivo ao final do evento, realizado na capital catarinense. O próximo encontro do Cosud ocorre em Foz do Iguaçu, no Paraná, em janeiro de 2020.

Para Eduardo Leite, a integração permite que os governadores articulem uma alternativa caso a reforma da Previdência incluindo Estados e municípios não vingue no Senado. “Somos uma União, que é a soma de partes. Se uma parte estiver doente, teremos um todo doente. Se a reforma nacional não ocorrer, é importante que a maioria dos Estados possa promover os ajustes necessários”, alertou.

São Paulo e Rio Grande do Sul devem ser os estados que, proporcionalmente, mais vão ganhar com o acordo de alterou a divisão de recursos do megaleilão de petróleo, marcado para novembro.

São Paulo saltou de R$ 94 milhões para R$ 632,6 milhões, um aumento de 573% na expectativa de arrecadação.

Já Rio Grande do Sul previa receber R$ 131,3 bilhões e agora vai ganhar R$ 450,3 milhões, um elevação de 243%.

No encontro do Cosud, os Estados ainda assinaram termos de cooperação técnica na área de infraestrutura e agropecuária. Além disso, Santa Catarina e Espírito Santo firmaram um terceiro acordo que envolve o meio ambiente.

Depois da abertura, que contou com falas dos sete governadores – Romeu Zema (MG), Renato Casagrande (ES), Wilson Witzel (RJ), João Doria (SP), Ratinho Júnior (PR), Moisés (SC) e Leite (RS) –, foram apresentadas palestras que contemplaram o tema do evento.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »