10/02/2017 às 09h20min - Atualizada em 10/02/2017 às 09h20min

Não esqueça de viver no presente

Aprender com o passado é perfeito, mas lembre-se que você vive no presente e tem de projetar o futuro, agora. Olhar demais para o passado, lhe remete ao passado, a busca de soluções dos problemas que já passaram. Você precisa habitar o presente já, pois o destino, os objetivos e as metas estão lá na frente. O começo de tudo é nunca chorar o leite derramado, pois na pior das situações enfrentadas, sempre se tira algo de bom. Com esta consciência, podemos fazer mais, aprendendo com os erros. Vivendo o aqui e o agora, a gente se dá conta de que “aqueles bons tempos”, não foram tão bons assim, pois se eles já se foram, é porque o tempo não para e o melhor está por vir.

É hoje o dia de criar novas possibilidades para um futuro ainda melhor e isso não tem preço. “Não há futuro no passado! Isso tudo se aplica aos negócios também: ao gerenciamento de uma empresa ou carreira. Estar aberto às novidades gera novos ares, nova circulação sanguínea em qualquer projeto. Nos permite entender o que acontece na cabeça do consumidor que está em constante mudança. Muitas vezes, mesmo sendo consumidores, não nos damos conta das mudanças porque ficamos fechados no nosso mundo, com os olhos no nosso umbigo e como disse lá no começo, apenas corrigindo erros passados. Liberte-se!

Mas, para isso é preciso buscar conhecimento, visitar outras empresas e lugares, ver o que está sendo feito de mais vanguardista, mesmo que isso esteja distante pra nós aqui, Você pode ter certeza, rapidamente a novidade chega e o comportamento de todo mundo a nossa volta muda. Não temos mais barreiras de espaço e de tempo. Uma ideia que acontece lá na Ásia em minutos pode ser copiada aqui na Região Celeiro, porque as cabeças estão pensando e agindo de forma muito semelhante em todo o Planeta. Há exceções em alguns negócios onde o conservadorismo ainda é grande, mas mesmo nestes casos, o tempo de aceitação da novidade é muito maior do que anos atrás.

Imagine que um homem que nasceu na década de 20, onde não havia telefone, televisão e o ato de fazer compras, era o de adquirir necessidades básicas, hoje ele está conectado na internet, em redes sociais e comprando produtos que ele não precisa tanto assim, mas que agora adora ter. O vírus do desejo de compra é mais forte do que a necessidade de ter o produto e ninguém é imune a isso. Simplesmente não há vacina para quem trabalha com vendas, graças a Deus!

Link
Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Dólar 3.0971
Euro 3.2622
Peso Argentino 0.1975
Bitcoin 3334.00055